Lente de contato nos dentes: tire suas dúvidas sobre a técnica

Recentemente, vimos nas redes sociais que Kéfera turbinou seu sorriso com as lentes de contato dentais. Flavia Pavanelli, Bianca Andrade e Tata Estaniecki são algumas outras influencers que também apostaram na técnica há algum tempo. Não faz ideia do que seja isso? A CH conversou com especialistas e vai te explicar tudinho sobre o procedimento.

O que são as lentes de contato dentais?
Nada mais são do que lâminas de cerâmica muito finas que são colocadas sobre a parte da frente dos dentes. Funcionam quase como uma ~unha postiça~, sabe? Elas podem ser usadas para alterar a coloração, posição, comprimento e até o formato dos dentes.

Qual a diferença da lente para a faceta de porcelana?
A diferença está na espessura. Até 0,7 milímetros é lente de contato. Passou disso, é considerada faceta de porcelana. A função das duas é basicamente a mesma. A escolha entre uma e outra vai depender dos dentes de cada pessoa. Por exemplo: caso estejam muito escuros, a faceta é aconselhável por ser mais grossa e não permitir que a cor original transpareça.

Como o procedimento é feito?
Tudo começa com uma análise em foto e vídeo. É preciso avaliar como a pessoa sorri, a quantidade de gengiva aparente e até o formato do rosto. Em seguida, um projeto digital é criado para testar possíveis formas e disposições das lentes de contato nos dentes. Aprovado? É hora do paciente fazer um molde e, depois, um teste com lentes provisórias. Se der tudo certo, aí sim as definitivas são colocadas.

Vale ressaltar que, para um resultado natural, na maioria dos casos é preciso desgastar os dentes antes de colocá-las – afinal, ainda que seja mínima, as lentes adicionam espessura aos dentes. Quanto mais grossa a lâmina, mais o dente precisará ser desgastado.

E a manutenção?
A manutenção não exige muito do paciente. O indicado é ter uma boa higiene bucal, incluindo limpeza no dentista a cada três meses. E, com cuidados adequados, as lentes podem durar para o resto da vida. Segundo os especialistas, não é necessário fazer nenhum tipo de restrição de alimentos.

É permitido fazer o procedimento com qualquer idade?
Então, não existe uma proibição quanto à idade. Mas a recomendação de muitos dentistas é que o procedimento seja realizado depois dos 18 anos. Antes disso, os dentes estão em processo de crescimento e a dentição ainda não é definitiva. Entretanto, existem alguns casos, como quebra do dente, em que a lente é uma opção. Por isso, o ideal é conversar com um profissional.

Enjoei das lentes. Posso retirá-las?
É preciso ter muita certeza da decisão, já que o procedimento é irreversível. Para colocar e também para remover as lentes, pode ser necessário desgastar o dente original, alterando sua forma. A tecnologia atual torna possível a fabricação de lâminas cada vez mais finas (geralmente elas variam entre 0,3 e 0,1 milímetros), permitindo que os dentes sofram pouco ou nenhum desgaste. Mesmo assim, por conta da cola muito forte, só é possível fazer a remoção desgastando as lentes, o que pode prejudicar a aparência dos dentes originais.

E as desvantagens desse procedimento?
Pode parecer que tudo é perfeito, mas as lentes não resolvem muitos problemas. Por exemplo: elas não são capazes de alterar a estrutura e o alinhamento da arcada dentária e, nesses casos, o aconselhável é optar pelo aparelho mesmo. Além disso, como são muito finas, não resolvem 100% a questão da coloração. Ou seja, dentes muito escuros irão afetar a cor da lente.

Você também poderá gostar...